sábado, 25 de junho de 2016

Será que devo ficar com ele? (By Fred Mattos,Blog Sobre a vida)





Recebo muitos recados virtuais com pedido de ajuda do tipo “Eu me envolvi com um cara que fez ___________ (coisa detestável para qualquer ser humano), mas ele desapareceu e agora está de volta e fiquei na dúvida, devo ou não ficar com ele de novo?”

Leio, respiro fundo e respondo secamente para provocar: “não, caia fora!”. Então a pessoa escreve uma bíblia de explicações para redimir o tal cara que fez um monte de sacanagens. E ela pergunta de novo “agora que expliquei, o que acha?”. Respondo novamente “pior ainda, caia fora”. Então se segue outra quantidade enorme de explicações para amenizar a história e no final o cara é quase um santo.

Penso comigo, se no fundo ela já tinha a resposta de que queria insistir na barca furada, porque veio perguntar para mim? Parece que quer tirar o peso da escolha, mas de outro lado ela sabe que a sua decisão vai levá-la para lugares ruins.

Por que ficam com o cara que fez____________?

– Porque parece haver uma vantagem em seguir numa relação confusa, com altos e baixos e com problemas que não dizem respeito a elas. Se estivessem apaixonadas por alguém que busca um relacionamento bacana talvez ficasse evidente como são instáveis, mimadas e volúveis. Mas enquanto o problema está lá fora é possível permanecer entretida por muito tempo adiante.

– Porque existe certa vaidade em dobrar a vontade de outra pessoa. Quem invoca com outra nesse grau de autodestrutividade parece sentir um desejo de mudar o outro e provar sua personalidade. Ela vai alegar que se trata de amor, mas no fundo é o orgulho de largar o osso e parecer desprezada.

– Porque fantasiou um monte de histórias e acredita nelas. No tempo livre fica alimentando um mundinho próprio onde nada está quebrado e é só um mal momentâneo.

– Porque parece ter uma vontade fraca e ser do tipo de pessoa que nunca assume suas próprias vontades e fica rendida na mão dos outros. Ao lado de alguém numa situação problemática ela vai sofrer, mas continuar a agir de forma passiva, sem bancar suas escolhas.

– Porque a infelicidade é extremamente sedutora. Com ela matamos tempo, criamos inimigos, lutamos contra fantasmas que alimentamos e deixamos a nossa marca cheia de sofrimento e autopiedade nesse mundo.

A felicidade, no entanto, é uma busca insossa, não nos promete nada de especial, acolhe sem distinção a realidade como é, não luta ou se apega às circunstâncias ou se debate com a aspiração de perfeição. No final da jornada, a felicidade não nos garantirá nenhum privilégio, poderes especiais sobre a vida e a morte e nem curvará os demais aos nossos caprichos limitados e autocentrados. Ela é recheada de uma leveza que não se apoia em vitórias e controle, mas num contentamento em coabitar com os outros seres silenciosamente e sem intervencionismo.

Quem, em sã consciência, buscaria essa felicidade de verdade sob o risco de penetrar em território tão desconhecido?
Quem largaria um cara que fez____________ (um monte de coisas detestáveis) para se arriscar na verdadeira felicidade?

quarta-feira, 18 de maio de 2016

5 personalidades tóxicas que podem destruir os relacionamentos (By Psiconline Brasil)



Você sai ou namora com o mesmo tipo de homem ou mulher há anos -- controlador, dominador, manipulador --, e parece ser incapaz de romper com esse padrão. Seus amigos vivem querendo saber: "Por que você sempre se deixa atrair por pessoas desse tipo, quando eles a fazem tão infeliz?"
Algum desses ex-parceiros, ou todos, lembram alguém que faz parte de sua vida? Se você olhar bem, aposto que verá uma semelhança entre essas personalidades tóxicas e o primeiro relacionamento que você teve na vida com uma pessoa do sexo oposto -- normalmente sua mãe ou seu pai.

Os padrões começam no início

Nossos relacionamentos muitas vezes são baseados em materiais projetados. Gravitamos na direção de pessoas que nos deixam fazer aquilo que sabemos fazer -- quer seja positivo ou negativo: pessoas que nos são familiares. Os padrões originais de interações que aprendemos com nosso pai ou nossa mãe -- aquele que for do sexo oposto -- podem nos levar a repetir os mesmos padrões novamente, desse modo nos conservando dentro de nossa zona de conforto.
Assim, embora você talvez viva dizendo a seus amigos que quer algo diferente -- talvez um parceiro com mais consideração, alguém que o aceite como você é e não procure controlá-lo --, é provável que você ainda gravite em direção à figura parental controladora, uma personalidade com quem você sente familiaridade e tem experiência em lidar.

Rompendo os padrões originais


À medida que você cresce e amadurece, talvez reconheça que deseja um tipo diferente de parceiro em sua vida adulta. Conhecer-se é o primeiro passo para conquistar a capacidade de admitir e reconhecer padrões semelhantes em relacionamentos -- e assim evitá-los. Embora você ainda se sinta atraído por aquelas personalidades que lhe parecem familiares, você pode optar conscientemente por superar a compulsão.
Se o fizer, você abrirá espaço para o relacionamento certo entrar em sua vida. Pelo fato de ter mudado, você pode começar a atrair uma pessoa diferente e melhor.
Cinco tipos de personalidade frequentes em parceiros tóxicos
Em minha experiência de pesquisadora e educadora, com Ph.D. em psicologia e doutorado em educação, já encontrei algumas personalidades tóxicas comuns por quem as pessoas tendem a se sentir atraídas. Conheci alguns sinais de alarme para os quais você deve ficar atenta quando reconhecer a necessidade de libertar-se desses tipos tóxicos.

1. O parceiro dominante e controlador

Uma pessoa excessivamente intensa que exibe características de dominação e controle -- alguém que perde a calma facilmente, que faz manha, se retrai e faz questão de impor sua vontade.

2. O narcisista

O narcisismo pode ser difícil de detectar, em parte porque os narcisistas são hábeis em esconder o que interessa a eles. São camaleões perfeitos, que aparentam estar totalmente sintonizados com seus desejos e necessidades. Contudo, para o narcisista tudo remete realmente aos interesses dele. Portanto, fique atento: se vocês namorarem por tempo suficiente, o narcisista vai revelar sua necessidade de impor sua vontade, de enxergar as coisas sob a ótica dele, e o comportamento dele, de fazer exigências, será revelado. Mais adiante no relacionamento, você pode descobrir que os narcisistas punem o parceiro -- se você não faz coisas que satisfaçam o ideal deles, eles se irritam e se retraem. Os narcisistas são manipuladores e farão todo o possível para alcançar suas próprias metas.

3. O homem ou mulher que "não tem espaço para você" na vida dele(a)

Fique atento para o homem ou mulher que é tão focado nele mesmo que realmente não sobra espaço para você. Talvez todas as conversas de vocês digam respeito a ele. É possível que ele nem lhe pergunte sobre seus interesses ou experiências, o que dirá seus sentimentos.

4. O de alma ferida

Há o tipo de pessoa tão prejudicada pelas feridas que sofreu na infância que não há como participarem de um relacionamento sadio, a não ser que passe por terapia séria. Muitas vezes a criança que cuidava de outros torna-se um adulto que cuida de outros e que gravita em direção a esse tipo de pessoa carente. É extremamente importante ter consciência disso, reconhecer o fato e superar o impulso de pensar que você poderá fazer uma diferença na vida dessa pessoa. Ser o salvador que resgata os outros também é uma espécie de "vício" e só pode levar a problemas sérios no futuro do relacionamento.

5. O egoísta

Outro sinal pelo qual é preciso ficar atento é a pessoa que não demonstra empatia. Esse tipo de pessoa acha impossível entender ou solidarizar-se com os desafios ou mesmo com as vitórias de outros que não sejam como ela. A empatia pode ser ensinada, mas, se não está presente em um adulto, a reabilitação desse adulto requer muita terapia.

Conhecer a si mesmo é crucial para reconhecer sua tendência a cair nesses padrões de namoro negativos. À medida que você usa sua autoconsciência para começar a libertar-se dos padrões e buscar relacionamentos mais saudáveis, uma das perguntas mais importantes a se fazer sobre alguém com quem está saindo é se essa pessoa compartilha seus valores. Independentemente de uma pessoa ser controladora ou ser alguém que dá apoio, ser dominadora ou tímida, ser como o pai (no caso das mulheres) ou mãe (no caso dos homens) com quem você cresceu ou ser radicalmente diferente dele, em última análise, não é possível ter um relacionamento com alguém que não tenha os mesmos valores fundamentais de vida que você.

domingo, 17 de abril de 2016

Um amor não vai salvar você (By Fred Mattos,Blog Sobre a vida)





Há um mito na nossa sociedade que precisa ser quebrado, a ideia que o amor teria poderes de mudar uma personalidade.
Trabalho com mudanças pessoais, estudo para conhecer profundamente a personalidade humana, já entendi que o que compõe os traços pessoais são componentes genéticos, ambientais e psicológicos, também entendi que existem múltiplos fatores de mudança é que novos hábitos são trabalhosos para serem incorporados. Então, uma pessoa se apaixona e acredita piamente que aquilo tem um efeito profundo, consistente e duradouro sobre suas dores pessoais, mau hábitos pessoais e traumas do passado.
Honestamente fico muito feliz quando alguém acredita inicialmente que a paixão tem um efeito curativo na sua vida.

É bem verdade que a sensação de amar e ser amado tem múltiplos benefícios:
• Reduz os níveis de estresse
• Amplia o repertório pessoal
• Traz novas autopercepções emocionais
• Proporciona experiências emocionais corretivas
• Cria novos padrões de comportamento


Mas seria ingenuidade imaginar que um novo relacionamento tem esse poder de transformar problemas mais profundos ou transtornos mais resistentes.Na Psicologia é sabido do fenômeno de deslocamento, que é quando um sintoma muda de um lugar e vai para outro. Quando uma questão amorosa predomina no cenário de uma pessoa com fortes desequilíbrios pessoais o que ocorre é que eles só ficam latentes, levemente abafados pela euforia apaixonada.
Os obcecados amarão obcecadamente, os paranoicos amarão com ciúme, os deprimidos amarão com desconfiando próprio valor, os narcisistas amaram exigindo reiteradas provas de sua importância, os arrogantes amarão submetendo, os ansiosos amarão controlando cada passo da outra pessoa alegando cuidado, os fóbicos amarão criando medo, precauções desnecessárias.
Eu bem que gostaria que o amor tivesse esse efeito terapêutico, recomendaria na primeira sessão: seja amado e isso vai passar.
Curiosamente, as pessoas que procuram ajuda já amaram, foram amadas e mesmo assim suas questões estavam lá ressuscitando a cada momento que a euforia apaixonada passava detonando seus relacionamentos.
Não tenho dúvida que atravessar o fogo dos infernos interiores amparado por um amor é uma experiência incrível, mas não, o amor não cura tudo. Apenas apazigua nossa sensação crônica de solidão e isolamento. Como experiência humana isso é incrível, mas seria bom que as mudanças efetivas viessem por maneiras mais consistentes que uma carta de amor.

domingo, 6 de março de 2016

Fechando ciclos (By Mensagens pra refletir.blogspot)





Recebi no meu email e achei interessantíssimo cambadinha...check it out



Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver. Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos - não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.

Foi despedido do trabalho? Terminou uma relação?
Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país?
A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?

Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu. Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu marido ou sua esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.

Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco. O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.

As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora. Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem. Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração - e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.

Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.

Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do “momento ideal”. Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará.

Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade. Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante. Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Romance dissecado Vol II (By John Paul Mafra)




Nem bem nem mal direi do amor
Como fizeram alguns poetas
Eu procuro dar-lhe uma nova cor
Que não é de pranto nem de festa

O amor é o próprio exercício
Do amante em amar
Não é virtude ou vício
È tão somente o eterno navegar

Confronta oceano e embarcação
E do marujo a destra e a coragem
Bem pra lá da tranquila rebentação
Bem pra longe da mansa estiagem

Singrei o alto-mar encrespado
E todos os perigos confrontei
Pouco importa tenha ao fim naufragado
Foi como um viking que eu naveguei

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Letras que merecem ser eternizadas ("Masterpiece"-Jessie J)





Obra-prima


Muita pressão, por que tão alto?
Se não gosta da minha música, pode abaixar o volume
Eu tenho que ir, e eu ando sozinha
Batalha difícil, eu pareço bem quando venço
Eu sou feroz, facilmente eu fico insolente
Eu não vou parar, eu gosto da vista do alto
Você fala aquele blá blá
Aquele lá lá, aquele rá rá, merda
E eu estou tão exausta, estou tão cansada disso
Às vezes eu erro, fodo com tudo, eu ganho e perco


Mas eu estou bem, eu estou legal com isso
Eu ainda cometo erros às vezes
E eu, não consigo colorir dentro das linhas
Porque, eu sou perfeitamente incompleta
Eu inda estou trabalhando na minha obra-prima
E eu, eu quero ficar com o maior
Tenho um caminho a percorrer, mas vale a pena a espera
Você não viu o meu melhor
Eu ainda estou trabalhando na minha obra-prima
Aqueles que observam não importa
Aqueles que importam não observam
Se você não pegar o que eu estou jogando


Então eu deixo você para trás
Não precisa de flash
E eu estou deixando assim
Você fala aquele blá blá
Aquele lá lá, aquele rá rá, merda
Vá com socos, e vença
Às vezes eu erro, fodo com tudo, eu ganho e perco
Mas eu estou bem, eu estou legal com isso
Eu ainda cometo erros às vezes
E eu, não consigo colorir dentro das linhas
Porque, eu sou perfeitamente incompleta
Eu ainda estou trabalhando na minha obra-prima
E eu, eu quero ficar com o maior
Tenho um caminho a percorrer, mas vale a pena a espera
Você não viu o meu melhor
Eu ainda estou trabalhando na minha obra-prima


Oh oh oh oh oh eu
Eu ainda cometo erros às vezes
E eu, não consigo colorir dentro das linhas
Eu sou perfeitamente incompleta
Eu ainda estou trabalhando na minha obra-prima
E eu, eu quero ficar com o maior
Tenho um caminho a percorrer, mas vale a pena a espera
Você não viu o meu melhor
Eu ainda estou trabalhando na minha obra-prima
Oh oh oh oh oh eu
Oh oh oh oh oh eu
Ainda trabalhando na
Ainda trabalhando na
Ainda trabalhando na minha obra-prima

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

11 lições pra empreender (By Flavio Augusto,do Geração de Valor)




Você lembra o que estava fazendo aos 23 anos? O Flávio Augusto lembra e bem. Ele estava abrindo o seu primeiro negócio, a escola de inglês Wise Up que, dois anos depois, já faturava mais de 500 mil reais por mês.
Aos 30, Flávio Augusto já estava na frente de uma das redes de franquias mais bem sucedidas do país, com mais de 500 unidades espalhadas pelo Brasil, Estados Unidos, Argentina, México, China e Colômbia.Em 2013, Flávio vendeu a Wise Up por quase 1 bilhão de reais e ainda se tornou um dos maiores acionistas da Abril Educação.
Um dos empresários mais admirados no país tem várias dicas valiosas para quem está começando a empreender e nós separamos 11 delas.


1."Mais vale surfar uma onda do que criar o mar."


Flávio usou essa expressão para explicar porque desistiu de abrir uma escola de espanhol para americanos. Aprender a língua simplesmente não era uma prioridade para quem vive nos Estados Unidos e já tem outros hábitos. Métodos que aqui funcionam bem, como os cursos noturnos de línguas para adultos ou as aulas de idiomas para crianças em idade escolar, por lá não fazem muito sentido. Ou seja, para fazer esse modelo dar certo, Flávio teria que mudar os valores e os costumes do povo americanos. Criar um verdadeiro mar. O que ele fez? Surfou na oportunidade do futebol e comprou o Orlando City Soccer Club.

2."Uma ideia sem a execução é como um baú cheio de diamantes no fundo do oceano."

Seu projeto pode ser lindo, promissor e inovador. Só tem um pequeno detalhe: ele só existe na sua cabeça. E, por lá, eles não resolvem nada no mundo real e nem te dão dinheiro. Em outras palavras, planeje-se e faça acontecer!

3.“Fico feliz quando tenho uma ideia e alguém me mostra que ela é um lixo, eu penso ‘já pensou se eu tivesse investido naquele lixo?’”

Se você é daqueles que perde a cabeça quando criticam suas ideias, é hora de parar com isso. Muitas vezes, quando estamos muito empolgados com um projeto, deixamos de ver pontos negativos que podem ser determinantes para o nosso sucesso ou fracasso. E como fracasso implica dinheiro investido, é bom ter um time confiável de conselheiros e ter cabeça para ouvir - mesmo quando o que disserem não for muito agradável.

4.“Na crise você tem duas opções: ou você vai se sentir vítima porque as vendas vão cair ou vai mudar de plano para vender mais.”


Se você nunca passou por uma crise econômica como empreendedor, prepare-se. Empresas que desejam viver muito certamente vão passar por crises que, de tempos em tempos, afetam o país. Não importa quão bem estruturado seja seu plano de atuação, não tenha medo de mexer nele. E mude radicalmente se for preciso. O importante é não deixar o seu negócio morrer. Flávio avisa: “Quem não se adapta entre em extinção!”

5.“Às vezes é necessário dar uma passo para trás para dar dois para frente. Diminuir o tamanho da sua empresa durante uma crise não é derrota, é ajuste.”

O ideal é que o mercado esteja sempre promissor para o crescimento, mas e quando ele não estiver? Existem situações em que o empreendedor vai ter que realmente se segurar para não fechar as portas e nesse momento é importante estudar qualquer estratégia que vá manter sua loja funcionando, mesmo que seja necessário reduzir a folha de pagamento e a infraestrutura para passar por uma crise.

6.“Muitos empreendedores assaltam a própria empresa, matam a sua galinha dos ovos de ouro.”


Já ouviu falar em ‘dono pobre, empresa rica’? No varejo essa é uma fórmula que deve ser seguida durante a consolidação de uma loja. “Com o tempo essa equação vira ‘empresa rica, dono rico’”, afirma Flávio. Porém não são poucos os líderes que acabam se deslumbrando com o faturamento e, ao invés de reinvestirem no negócio e fazê-lo crescer, mantém a loja funcionando de qualquer jeito e usam o dinheiro que entra para gastar sem limites. Isso pode dar um carro importado para o dono, mas se a empresa ficar pobre, o dono vai ficar pobre também já já.

7.“Sem plantio não tem colheita.”

Flávio diz essa frase lembrando de todos os finais de semana que trabalhou pelo crescimento da Wise Up. Esse trabalho deu ótimos frutos, já que hoje ele pode tirar férias com tranquilidade. “Ás vezes você perde um fim de semana na praia no início da carreira, mas com o tempo vai poder ir a praias no mundo todo!”, ele diz. Parece um bom negócio, não?

8.“Se estou atuando em uma área onde várias pessoas estão dando certo e só eu não estou tendo resultado, o problema sou eu. Nesse caso vou perseverar, vou me qualificar, vou tentar outras estratégias. Quando o terreno não é fértil e nenhuma empresa progride na área, não adianta. É querer plantar no concreto. Nesse caso eu estou sendo apenas teimoso.”

Essa é a explicação do empresário para diferenciar o teimoso do perseverante. Saiba analisar o mercado e os seus concorrentes e não tenha medo de desistir se perceber que está “plantando no concreto”. Abortar uma ideia pode ser o ponto de partida para descobrir outra melhor ainda.

9.“Sócio que não trabalha é pior que juros de banco.”


Ou ‘sócio que não trabalha dá trabalho’. Ou em um ditado mais antigo ainda: "melhor só do que mal acompanhado". A ideia é bem válida para o mundo dos negócios, segundo o Flávio. O mau sócio faz você gastar tempo, dinheiro e até atrasa o crescimento da empresa. Por isso escolha bem com quem você vai se aliar e fique atento para perceber o momento certo para pular fora de uma sociedade que não está dando mais certo.

10.“O investidor não investe em ideias, investe em pessoas que possam executar essas ideias.”

Talvez você tenha o melhor projeto do mundo, mas se não souber apresentá-lo de forma convincente e segura suas chances de conquistar o investimento caem bastante. Uma boa dica do Flávio é conhecer um pouco sobre a pessoa para quem você vai apresentar sua ideia. Descobrindo os hobbies, interesses e modo de vida do investidor, você tem mais chances de encontrar um caminho que leve ao sucesso.

11.“Infelizmente as pessoas ainda acham que vender a empresa é sinal de fracasso. Se você vai vender, deve fazê-lo quando ela está em alta!”


Flávio lembra que quando vendeu a Wise Up muitas pessoas perguntaram se estava acontecendo algo ruim na vida dele ou se ele estava desistindo de empreender por algum motivo. Esse tipo de pensamento ainda é bem comum no Brasil, mas o empreendedor precisa ver além. Afinal, qual a hora de vender? Quando a empresa está valendo muito, e você vai fazer um excelente negócio ou quando ela estiver desvalorizada?


quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

"Amante Ébria"(By Thiago Rodrigues)



Quente como uísque sem gelo,
inebriante feito aguardente,
você me apareceu de surpresa
te desejo alucinada,
me deixa de ponta-cabeça,
vem me faz de gato e sapato
me mostra que eu sou, tua presa
me bota de quatro no ato,
quente como uísque sem gelo,
inebriante feito aguardente,
me entrego a você de bandeja,
pra ser feliz, nessa madrugada,
me alimenta o ego e o desejo
que eu sou tua
e topo qualquer parada.
quente como uísque sem gelo,
inebriante feito aguardente,
você que me desperta desejos,
com você me sinto devassa,
vem beijar meu corpo inteiro,
me joga na parede e maltrata
quente como uísque sem gelo...
inebriante feito aguardente

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

A diferença entre meninas e mulheres (By Metamorfose Digital)





A diferença entre meninas e mulheres

As meninas pensam que sua felicidade depende de ter um homem a seu lado.
As mulheres sabem que sua felicidade não pode depender de uma só pessoa.

As meninas querem controlar o homem em suas vidas.
As mulheres sabem que se o homem é realmente seu, não há necessidade de controlá-lo.

As meninas pensam que um homem deve de ser muito valente.
As mulheres sabem que os homens que presumem sê-lo, resultam ser muito covardes.

As meninas roubam o homem de outras sem importar o sofrimento alheio.
As mulheres sabem que há suficientes homens livres para todas.

As meninas esperam que os homens voltem.
As mulheres não recolhem o que outras já pisaram.

As meninas pensam que os homens vão mudar.
As mulheres já se deram conta de que jamais será assim.

As meninas têm medo de ficar sozinhas.
As mulheres utilizam-no como tempo para seu crescimento pessoal.

As meninas ignoram os bons homens.
As mulheres ignoram os maus.

As meninas fazem com que ele volte para casa.
As mulheres fazem com que ele queira voltar para casa.

As meninas deixam sua agenda aberta e esperam que seu homem fale para fazer planos.
As mulheres fazem seus planos e carinhosamente notificam aos homens para que eles se integrem como melhor lhes convenha.

As meninas monopolizam o tempo de seu homem.
As mulheres dão-se conta de que um pouco de espaço, faz do tempo juntos algo mais especial.

As meninas acham que um homem que chora é débil.
As mulheres oferecem seu ombro e um lenço.

As meninas lastimadas por um homem, fazem que todos os homens paguem por isso.
As mulheres sabem que foi só um homem.

As meninas apaixonam-se e perseguem sem descanso.
As mulheres sabem que algumas vezes o que tu amas, não te amará e continuam seu caminho sem rancor.

As meninas lerão isto e farão uma careta.
As mulheres rirão em meio a sua serenidade.

Em fim, você mesma é quem sabe o que tu és... menina ou mulher.

E vocês Homens estão com uma menina ou com uma mulher?

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Manifesto Holstee



Esta é sua vida. Faça o que você ama e o faça com frequência. Se você não gosta de algo, mude-o. Se não gosta do seu trabalho, saia dele. Se você não tem tempo suficiente, pare de assistir TV. Se você está procurando pelo amor da sua vida, pare; ele vai estar te esperando quando você começar a fazer as coisas que você ama. Pare de analisar demais, a vida é simples. Todas as emoções são bonitas. Quando você comer, aprecie cada último pedaço. Abra sua mente, braços e coração para novas coisas e pessoas, nós somos unidos nas nossas diferenças. Pergunte à próxima pessoa que você ver qual é sua paixão e compartilhe seu sonho inspirador com ela. Viaje frequentemente; se perder vai te ajudar a se encontrar. A vida diz respeito às pessoas que você encontra, e o que você cria com elas, então saia e comece a criar. A vida é curta. Viva seu sonho e compartilhe a sua paixão.