quinta-feira, 26 de novembro de 2009

"Volúpia"(Luciene Lima Prado)




A felicidade que em nós dimana,
Com gosto agradável que não acaba,
Parece água pura de cascata
A correr ao fundo de uma cabana.

Há de nos cobrir todo bel-prazer,
Em inúmeras gotas e sabores,
Pintados com as mais bonitas cores
Do “azulecer” ao esperado “enluecer”.

Mas paremos por um breve intervalo,
Que alegria em excesso também nos cansa
(Como já me entediou a velha França).

Então, nos delírios que tenho e embalo,
A felicidade virá... (outra vez)
Para nos levar em grande embriaguez.


Nem só de poesias minhas vive a Lauralândia não é mesmo?Adoreeei esse site que o meu amigo Wagner me mandou,o LusoPoemas, recomendo que vocês dêem uma fuçadinha lá okay meu povo?

Bjoookas e desculpem a demora,tenho muitas novidades pra contar,só estou esperando respostas definitivas!

Continuem orando por mim sempre...amo vocês!

Nenhum comentário: