segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Fernandeando claro...


Todas as Cartas de Amor são Ridículas

Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)

Fernando Pessoa

(Para todos os caras que já odiaram as cartas "ridículas"que as mulheres apaixonadas sempre mandam...)


Querem mais de Fernando Pessoa?Não deixem de acessar meu povo:Jornal da Poesia (Valeu Waguinho pela dica!)

2 comentários:

Rogério Godoy Princiotti Júnior disse...

Fernando Pessoa...
O único poeta que me faz ler poesias...
Isso que ele é português hein? Quem disse que eles são burros?? rs


Tudo vale a pena...

Laura Lola disse...

Ele é demais!!!!