sábado, 2 de janeiro de 2010

Era uma vez...


Numa terra chamada Rio de Janeiro,uma princesinha nasceu.Princesa de Deus,mesmo depois de ter se enchido de tanto pecado,estresse,rancor,e problemas ao longo da vida.Nasceu dia 2 de Janeiro de 1988,as 10:20 da manhã,hospital Maternidade Carmela Dutra,Lins de Vasconcelos...A alegria da mamãe,razão de existir da Dona Irene,e um acidente geográfico,um fardo,uma imposição,por parte do Seu Reginaldo...afinal,o machinho que ele queria não nasceu né?Mas ela nem ligou a rejeição...Nasceu bochechudinha,gostosa,risoooooooooooonha(como seria nos próximos anos,em meio as intempéries do viver),cabeludinha,uma gracinha.3 anos depois passou a ser a irmã mais velha,do também fofinho irmãozinho...E ela apanhou.Não da mãe em si,mas da vida...pois morou de favor a partir dos 5 anos na casa da avó materna,sofreu com o alcolismo do pai...era altamente hostilizada pelo sexo oposto desde a tenra infância...e a sua DOÇURA,E PUREZA DE CORAÇÃO não a abandonaram.Infelizmente ela acabou com a ilusão da perfeição,e foi adquirindo defeitos terríveis,claro,cercada de gente que só sabia ressaltar os pontos fracos,o pessimismo e a baixa auto estima se alojaram dentro de seu pobre coraçãozinho.E nesse inteirim,nossa mocinha chegou aos 10 aninhos,estudiosa,se cobrava muito...11 anos chegaram,12 também.AH,A ADOLESCÊNCIA...os conflitos aumentaram,os problemas mais ainda...e pra abrir com chave de ouro,o pai morre de forma absurda:engasgado com um pedaço de carne!Pode?Foi nessa hora que a mocinha,que sempre teve Deus muito presente na sua vida...viu mais e mais o poder agindo,confortando seu coração amargurado,e ela decidiu se entregar a ele de forma pública,um Lindo batismo.Desbravadora entusiasta,apesar de jeitinho lerdinho...conseguia orgulhar seu clube com medalhas em provas teóricas,e o principal,sempre sendo serva de Deus e amiga de todos....tanto que conseguiu medalha de boa conduta aos 13 anos e aos 14 já era capitã de unidade.Isso despertava uma inveja!Mas isso era algo que ela nem ligava...desde que havia nascido a inveja a perseguia!Como a Mocinha é incapaz de fazer mal a uma mosca,nunca revidou...só chorava,chorava...as vezes dava raiva!E assim ela foi crescendo,só em tamanho,continuava a mesma ingênua,a mesma indefesa criancinha que era no berço materno.Aos 15 anos,sua vida daria uma grande reviravolta:A mãe foi tentar a vida em Portugal,pra ver se juntava um dinheirinho e ela ficou sozinha,morando na casa da tia materna.Foram 4 anos longos de saudade,e perdas amorosas,pois levou dois chutes e engatou um namoro doentio e problemático de 5 anos.A mãe volta...e agora fora do período pesado,os horizontes parecem se abrir...e não se abrem.Os dois cursos que fez faliram,e ela não pôde nem ao menos pegar o diploma.Após se formar,tentou,tentou,tentou...mas todos os empregos que conseguia não a concediam os direitos trabalhistas que merecia.Mas ela não desistiu.Continuou fazendo a sua parte...engatou mais um namoro relâmpago e levou a última porrada,pra ver se deixava de ser otária de uma vez por todas.E deixou.O último resquício de ingenuidade,infantilidade e de pessimismo está deixando sua alma com a chegada da oficial maioridade.Da Laurinha,restam apenas a pureza de coração e a sensibilidade.Da Laurete,o bom humor,a irreverência e a gargalhada que contagia...e podem se preparar pra conhecer melhor a Laura Rodrigues do Nascimento,mulher forte,serva de Deus,guerreira,independente emocional e financeiramente...um ser humano melhor.

Nesta data,não digo Parabéns pra mim,mas sim pra minha mãe,que sempre se esforçou pra me dar o melhor,na medida do que ela podia.E me deu valores,princípios,amor...que é mais valioso do que todo o amor que me foi negado nessa vida.E minha homenagem especial vai pro meu Deus,que SEMPRE me protegeu,me guardou,me ama tanto...Não quero te abandonar nunca meu pai!EU TE AMOOOOOOOOOOO

E que muitos anos mais de vida,saúde,paz,amadurecimento,evolução,felicidade,amor e ousadia venham...para honra e glória unicamente divina.

Como agradecer,pelo bem que tens feito a mim
Sem eu merecer,vem mostrar o seu amor sem fim
As vozes de um milhão de anjos
Não poderiam expressar
a gratidão que vibra em meu ser
Pois tudo devo a ti...

A Deus seja a glória
A Deus seja a glória
Pelo que fez por mim
Com seu sangue salvou-me
Seu poder resgatou-me
A Deus seja a glória
Pelo que fez por mim!!!

E obrigada pelo carinho e mensagens de todos vocês no meu orkut.Que Deus abençoe a todos,amo vcs *_*

2 comentários:

Marly Steiger disse...

Gostei demais da conta.Você tem levada,tem verve,aprendeu sofrendo,que é a verdadeira forma de se aprender como se escreve.Bjosss...meu anjo.Escrevo do blog da minha esposa amada.Barthes.

Laura Lola disse...

Obrigada amigo pelas palavras e pela visita!