quarta-feira, 17 de março de 2010

Janelas para a vida("Misericórdia divina")


"Porque o Senhor é bom,a sua misericórdia dura para sempre,e,de geração em geração,a sua fidelidade."Salmos 100:5

John Cloud conta na Revista Times que na manhã do famoso 11 de setembro,Genelle chegou cedo no 64° andar da torre norte do World Trade Center,onde trabalhava.A jovem ligou o computador e,repentinamente,ouviu um estrondo assustador.Ela não sabia,mas o vôo 11 da American Airlines acabava de bater contra o prédio onde estava.
No início não teve medo.Só curiosidade.Dirigiu-se á janela e viu um monte de papéis no ar.Ouviu gritos e alguém dizendo que um avião batera contra o prédio."Temos que sair daqui",gritavam outros.Genelle se apavorou.Não sabia se devia descer as escadas ou esperar ali.O alarme contra incêndios soava enlouquecedoramente.Todo mundo gritava e ninguém sabia o que fazer.
Quando finalmente decidiu descer,a escada estava cheia de fumaça.Nisso,ouviu outro ruído ensurdecedor.Ela pensou que era o fim.O que não sabia é que centenas de pessoas acabavam de morrer ao ruir a torre sul.Eram 9h59 e a torre norte onde estava ruiria também 29 minutos depois.Genelle descia as escadas do 13° andar,quando ouviu outro ruído descomunal.Sentiu que era levada como uma bola de pingue-pongue e desmaiou.Quando acordou,estava presa.Doía-lhe todo o corpo e não podia se mover.Tocou algo suave ao seu lado e percebeu que era um cadáver.Ficou apavorada.As horas transcorreram e Genelle desmaiou novamente.
Ao despertar,já era noite.Clamou a Deus.Sentiu-se melhor e orou outra vez.De repente ouviu vozes e gritou:"Estou aqui."Uma voz respondeu:"Pode ver a luz?"Ela não podia,mas a equipe de resgate a encontrou e salvou.
Em meio á tragédia daquele dia,Genelle entregou a vida a Deus.Hoje,ela ora e estuda a bíblia diariamente.Recebeu um pouco de ajuda financeira do governo,mas não pensa em pedir indenização."Agora sou cristã.",explica."Acho que ninguém é culpado.Antes vivia preocupada só com dinheiro e com minha aparência física.Hoje,manco e tenho cicatrizes horríveis,mas isso não me preocupa.Já não tem tanta importância,porque eu estou viva.Só a vida já é motivo pra ser feliz.",afirma com convicção.
Por isso,hoje,mesmo que haja sombras á sua volta,reconheça que "o Senhor é bom,a sua misericórdia dura para sempre."


("Janelas para a vida",Alejando Bullón,página 81,Casa publicadora Brasileira)

Nenhum comentário: