segunda-feira, 29 de março de 2010

Reflexões





Felipe Vieira Rodrigues Sérgio Nascimento Lopes Junior Victor Lima dos Santos Adriano Cunha Martins


Será que algo de mim ficou nessas 4 almas?2 deles são amigos chegados...Será que um dia eles vão entender tudo que realmente aconteceu,ou melhor,será que um dia eu vou entender o que me levou a ficar com eles de verdade,ou porquê que tudo deu errado?


Sabe,eu tô com a impressão de que amor,paixão...é pra os adolescentes.A minha vida tá tãoooo agitada,tão estressante,tão atribulada,que eu não consigo achar espaço pra um namorado.Pensar que eu perdi MINUTOS PRECIOSOS da minha vida,preocupada com questões amorosas,enquanto eu deveria estar preocupada de verdade é com a minha vida espiritual,minha ascensão profissional...eu como mulher,ser humano...


POR QUÊ EU ME DOEI TANTO,PRA QUEM NÃO MERECIA?POR QUÊ EU NÃO AGI ANTES DAS COISAS TOMAREM RUMOS DIFÍCEIS?POR QUÊ EU REPETI OS MESMOS ERROS,QUE EU TANTAS VEZES CRITIQUEI EM OUTRAS MULHERES?

A resposta...ah,vcs sabem a resposta né?

UMA DROGA CHAMADA PAIXÃO.Das 4 vezes em que me atingiu,só me trouxe tristeza.Também,eu só senti a paixão desenfreada,desmedida,de menina...ainda não descobri o AMOR VERDADEIRO como mulher.Se um dia eu aprenderei?Não sei e nem quero saber!Estou num momento totalmente apaixonada por mim mesma,e sabe,nunca imaginei isso,mas tá dando uma frieza emocional dentro de mim tão grande,que eu não estou mais com aquela coisa de "apego" na minha mente.


E espero que eu continue assim,pra sofrer MENOS!Afinal...eu sei que é estranho demais eu sentir essas coisas que sinto ultimamente,como incapacidade de me apaixonar(e olha que apareceram 2 caras maravilhosos)vazio decorrente dessa frieza...mas eu não quero mais me arriscar.Não quero mais sofrer,nem que pra isso eu abra mão do sentimento mais lindo que pode existir nessa vida,que é o amor.CHEGA!Tá na hora de eu descobrir outros tipos de amores(e não,não falo da promiscuidade,da pegação)e sim do amor próprio,do amor ao trabalho,a causa de Deus...a minha evolução como ser humano começa agora,tardiamente,aos 22 anos...

E que eu continue firme e forte nessa caminhada,sem me iludir com falsas promessas e juras,e fidelidade de fachada...

Eu preciso me sentir livre,e não como essas feministas dizem não...mas sim livre do que aprisionava...que era a idéia de que outro cara iria me dar todo o amor que eu não tive na vida,esse amor tem que partir primeiro de mim!CASSETE,POR QUÊ EU NÃO ENTENDI ISSO ANTES?

4 comentários:

jefhcardoso disse...

jefhcardoso disse...
Lauralândia é uma cidade? Não.
É um distrito? Não.
Um bairro então. Não.

O que é?

Um mundo...

Abraço: Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Mente Humana disse...

Querida,
A paixão é um sentimento intenso.
Pode causar dor, mas também traz grandes experiências e aprendizado.
Evolua a cada dia.
Viva o hoje e seja feliz.

Beijinhos,
Princess Obscurity.

Barthes disse...

Meu anjo,renunciar ao amor é a pior das soluções,a única que não deve nunca ser adotada.(até porque esse é um propósito meramente discursivo,não há quem o faça)Faça sim,uma análise distante de tudo o que aconteceu e aonde houveram os desencontros e as divergências e o que as motivaram.A vida é esse duro aprendizado.E no amor,é tudo muito aleátorio.Nunca se sabe como irá terminar a saga.Boa sorte,meu amor.
Bjosss.inteiros,de janeiro a janeiro.

Laura Lola disse...

Obrigada pelos conselhos e visita pessoal!