terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Contra a vontade( By Revista Andros)


Contra a vontade.

Por que inferno você faz o que não quer fazer?

Por mais que alguém tenha poder de influência sobre sua vida, se você não quiser fazer algo, se dentro do seu peito sentir que não é para o seu bem, então, firme bem os pés e diga não.

Jamais faça algo que sabe que vai prejudicá-la. É preciso aprender a enfrentar as pessoas, dizer não!

Ah, mas quem disse que dizer "não!" é algo tão fácil para você, não é mesmo?

Olha, no começo é bem capaz de você entrar em parafuso, mas qualquer esforço compensa para deixar de ser esta mulher medrosa, que treme só de imaginar o que as pessoas vão pensar. E como eu sei que você é assim? Oras, porque para quem sempre foi acostumada a ser conduzida, levada no cabresto, é difícil demais aceitar ser dona da própria vontade.

E você vai ter que usar muita força de vontade e gastar muita energia para mostrar que não se deixa levar. É, mas o bom é que com o passar do tempo, depois que aprender a nunca mais fazer o que te fode para agradar aos outros, acredite, bastará um simples olhar seu para que todos desistam de tentar convencê-la!

Aliás, quantas vezes você encontrou pessoas que usaram de todos os meios para tentar convence-la a fazer o que ELAS queriam - coisas que em troca de sua insatisfação, só davam prazer à elas? Se lembrar bem, perceberá que no começo pintou aquele sentimento de autodefesa, você se retraiu e até tentou evitar escutar os argumentos.

Mas, na hora que chegou o momento de dizer não, aquele "NÃO" cheio de convicção, você fez o quê? Oras, acabou dizendo um "SIM"!
Foi um "sim" bem chocho e desanimado, mas por trás desta simples palavrinha, parece que um pedaço enorme saiu do seu peito. Nossa, como você se sente mal nestas horas, não é mesmo?

E sabe porque isto acontece? Porque, todas as vezes que você faz algo que não quer, indo contra o que te faz bem, acaba se ferindo por dentro... Você está machucando sua alma. E este sentimento de vázio, nada mais é que uma reação da alma contra uma auto-flagelação. E isso é mais que natural, porque a auto-preservação é o princípio fundamental de qualquer espécie!

Você sempre vai se agredir e se sacanear quando se deixar levar pelo poder de intimidação dos outros.

E não faça nem aquelas coisinhas sem importância, aquelas que as pessoas acham que não custam nada. Oras, se não custam nada, por que elas não fazem?

Oras, porque tem quem faça por elas: VOCÊ!

Muitas vezes você vai encontrar pessoas agressivas, daquelas que gostam de fazer discursos passionais, pessoas iguais àquelas mães que adoram sacudir os peitos na cara dos filhos: "Filha ingrata! Você mamou nestas tetas até os oito anos, e agora você me vira as costas!?"

Bem, como estes vampiros sabem muito bem que você adora fazer tipo de boazinha (e neste papel jamais aceitaria ser tachada como ingrata), então eles investem pesado no teatro passional, só para tirar tudo o que podem de você. E o pior é que sempre tiram! Ah, minha filha, basta um pouco de drama e sentimento de culpa para você abrir as pernas!

Mas vamos mudar isso agora! Quando a velhota vier com o velho dramalhão, olhe bem em seus olhos e diga um "NÃO" com um sorriso tão iluminado, que fará com que ela entenda que você agradece o "esforço", mas que não está nem um pouco interessada em pagar a conta de nenhum leitinho!

Pior do que se deixar levar pela vontade dos outros é fazer algo contra a vontade, apenas porque acha que é sua obrigação.

Só que você não é obrigada à nada!

Mas como é que você faz quando se obriga a fazer algo, hein? Por acaso dá uma de ditadora, bate o pé e quase sai no tapa consigo mesma para se obrigar a fazer cagadas? Ou você é do tipo que fica se aporrinhando o tempo todo, com este monte de idéias furadas de amor ao próximo, só para se sentir menos ferrada e mais próxima de Deus?

O que é isso, mulher!? Já não bastam a porrada de pessoas querendo ver sua caveira, e você ainda tem coragem de se declarar sua inimiga!?

Pare com isto, agora!!!! Que conversa mole é esta de achar que tem a obrigação de ir contra sua natureza, fazer o que não quer, e ainda se obrigar à fazer e gostar!?

"Tenho que ser uma boa mãe, uma boa esposa, e, apesar de estar com trinta, quarenta anos nos lombo, tenho que ser uma filha dependente das vontades dos meus pais, porque isso é ser uma boa cristã..."

Pombas, você nunca deve ir contra seu coração, será que é tão difícil assim entender?

Se o seu lance é ser uma biscate, se você gosta mesmo é de cair na gandaia e isso te faz bem, manda ver!É, investe, porque é o que te faz bem!!! Achar que deve ser a santinha é obrigação, é algo que se força a fazer, por isso que nunca terá paz na vida! Sim, porque se você se obriga não esta fazendo de coração, não é o que deseja realmente.

Lógico que vai pagar um preço por todas as suas escolhas, mas, acredite, não será maior do que já tem pago este tempo todo.

Quando aprender a deixar de ser esta covarde, e resolver dizer "NÃO!", com certeza irá perder um monte de "amigos". Mas nem pense em entrar em crise de desprezada, viu? Acenda um monte de velas, jogue sal grosso pelos cantos da casa e agradeça aos Céus por se ver livre deste pessoal interesseiro!

Para terminar, gostaria de lembrar mais uma vez uma frase que digo e repito sempre:

É melhor que o mundo derrame rios de lágrimas por causa de sua alegria, do que você derramar uma única lágrima para agradar alguém!


Obs:Baixem "Nightshot-O filme Direção de Victor Lima, com Rômulo Medeiros,Jeferson Vicentini,Arthur Lima,Danilo Vitorino,Leonardo Ornellas e Grande elenco apoio:Aline Damasceno)

http://www.megaupload.com/?d=XS6X5X7Q

Um comentário:

Cantinho da Fadaceira disse...

Amei as novidades do seu blog norinha!! Está ótimo! Parabéns!!bjsss feministas da sogrete!