sexta-feira, 15 de julho de 2011

"Chuva de amor"




Dedilhando em meu pc
Musicando as minhas sagas
Dá pra perceber
Sim,eu estava ferida por adagas

Umas eu mesma usei
Outras foram os demais
Danos causados por terceiros
Pra me tirar a paz

Só que esqueceram
que eu tenho a marca da promessa
A verdadeira princesa do Rei
Não tem pressa
Pois sabe que sua hora chegará
e em seu coração grita:Vencerei!

Não importa quão seco
tenha sido seu verão
Ou se o breu de alhum beco
se fez assombração
O pai celeste mima a princesa
a menina de seu olhar
E logo a tormenta passa
com a calmaria em seu falar...

Oh Senhor me dá a sina
de depender estritamente de ti
Protege,acalenta a menina
que há dentro de mim
Não me deixe cair
e me guie tão somente assim

Pois não há como agradecer
esse amor tão perenal
Singular,o maior de todos
Não há igual
Presente que não merecia
Mas que veio pra me conceder
Total alegria...




Como agradecer tanto amor,tanto cuidado,tanta misericórdia...tanto socorro?

Nenhum comentário: