quinta-feira, 17 de novembro de 2011

"Por um fio"




Como se não bastasse
tanto sacrifício
com espinhos em suas mãos
... sentindo aquele martírio
é com alegria que constato
sim,o seu amor não é abstrato
está presente na minha vida
dEle tenho o melhor trato

E mesmo estando perdida
nas incertezas dessa vida
Sua paz vem e surpreende
sua força me reacende
E olha a guerreira de fé
que está aos seus pés

Só aqui me aconchego
Só aqui me refugio
O desânimo pede arrego
E a depressão?Nenhum pio...
Sem palavras,o meu destino
está na sua batuta
ele me SALVOU
quase morri
por um fio...

Morri diariamente
e também de mês em mês
Eu iria morrer de amor
ou morreria de ódio talvez
Deixaria de ser a Lolinha
meiga e doce
e poderia virar uma amarga
Quem sabe cruel eu fosse

Mas não deixarei
as cicatrizes da minha vida
mancharem meu sorriso
Plena eu seguirei
por ELE reconstruída
Em seu solo eu piso
E assim não preciso
me preocupar com mais nada
Pois ele me ninará
até na madrugada...


(Essa é da série"Declaração de amor mais válida",pois vai para o homem da minha vida,aquele que morreu na cruz por mim,e que faria tudo de novo,se precisasse enfim)

Nenhum comentário: