sexta-feira, 28 de novembro de 2014

"Faxina emocional"

< São nos momentos dolorosos que a arte aflora pra valer.


Não sei se a saudade foi curta
Ou se o desapego foi grande
Só sei que eu fiquei puta
E a dor já é o bastante

E lá vamos nós
Não me canso de dizer
Sou uma mulher guerreira
E eu levanto de novo
Pode crer

O que não me mata
Me fortalece
A decepção arrebata
Mas daqui há pouco a Lola esquece

Pois sou uma mina sem mimimi
Você que quis partir
Então vê se me erra
Me deixa em paz
Que eu não quero guerra
Nunca mais...

Nenhum comentário: