sexta-feira, 7 de abril de 2017

7 lições de amor que só quem chegou(ou está chegando) aos 30 já aprendeu (By Bolsa de Mulher)




Uma pesquisa realizada com 2 mil britânicos revelou em que momento da vida, afinal, se alcançam os estágios de plenitude em relação à carreira, ao amor e às finanças. O estudo revelou que os 30 anos de idade são a década em que as conquistas mais grandiosas acontecem e quando há os maiores picos de felicidade. A essa altura, a maioria já aprendeu a gostar de seus corpos e experimentar já deixou de ser um problema. Você deve praticar o melhor sexo da sua vida e, possivelmente, está prestes a encontrar seu grande amor. Veja 7 provas disso:
O que você já aprendeu sobre o amor aos 30:

1. Experiência só faz bem

Por já ter vivido outras relações aos 20 anos, você sabe o que te agrada e o que você não é capaz de tolerar em um relacionamento. Você, provavelmente, teve outras decepções e não quer que elas se repitam novamente.

2. Inteligência emocional é muito importante

A fase da insegurança com sua imagem, seus gostos e valores dos 20 e poucos anos já passou. Aos 30 você tem mais autoestima, não se deixa influenciar pela opinião dos outros tão facilmente e sabe o que quer numa relação.

3. Ciúme só faz mal a você mesma

Como já não há tanta insegurança no que você busca para você, sente por alguém e quer de uma relação, você não tem tanto ciúmes e desconfiança de seu companheiro. Há uma dose maior de respeito pelo outro e crença de que ambos estão disposto a fazer dar certo.

4. O sexo só melhora com o tempo

Aos 30 anos, provavelmente, você já viveu experiências sexuais suficientes e conhece seu corpo muito melhor do que quando tinha 20 e pode usufruir melhor das carícias e prazeres do sexo.

5. Amar a si mesma

Claro que ter um companheiro parceiro e uma relação com amor é algo que pode significar muito na vida de qualquer pessoa, mas você também tem seus próprios objetivos pessoais e profissionais. Sonha em estudar e realizar muitas coisas para seu autoconhecimento independentemente se vai ter um partner ou não.

6. Não é o fim do mundo levar um pé na bunda

Por isso mesmo, por ter outras paixões na vida, melhor autoestima e metas a longo prazo, você não tem mais tanto medo de ter a expectativa da relação frustada e acabar levando um pé na bunda. Faz parte do caminhar e desenvolvimento de qualquer "eu afetivo".

7. Você entende o ciclo das coisas


Cada etapa da vida, que é formada de tantos ciclos, precisa ter desfechos, assim como recomeços. E calejada, você não teme mais os términos porque sabe que quando uma porta se fecha em algum momento da trajetória, pode ser para que outras janelas sejam abertas.

Nenhum comentário: